segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Van Wely - Stellwagen: quase imortal!

Hoje terminou em Amsterdam o Torneio "Rising Stars" vs. "Experience", afinal os veteranos desforraram-se da grande derrota do ano passado e venceram por 27,5 - 22,5.
Peter Heine Nielsen ("Experience") fez o melhor resultado individual com 6,5 em 10. O apetitoso convite para o tradicional "Melody Amber Rapid and Blindfold Tournament" em 2010 foi para o jovem campeão holandês Jan Smeets, ele fez 6 em 10 e foi o melhor "Rising Star".
No entanto, a minha simpatia vai para os veteranos Ljubomir Ljubojevic e Alexander Beliavsky e o jovem Daniel Stellwagen, eles mostraram grande espirito de combate e deram espectáculo.
Ontem (foto) Stellwagen quase, quase produziu um jogo imortal contra Van Wely que confiou demasiado numa variante da Defesa Índia do Rei.
(Podemos seguir esta partida em http://www.chessgames.com/perl/chessgame?gid=1555761,
dois vídeos com comentários e análise em http://www.chessvibes.com/reports/experience-rising-stars-27%c2%bd-22%c2%bd-smeets-to-amber/#more-15702 , vídeos "GOTD round 9" e "Almost immortal".)

Van Wely tinha tanta confiança porque no último ano ganhou duas vezes com esta variante a ninguém menos do que Teimour Radjabov, actualmente considerado o grande especialista na Defesa Índia do Rei.
No jogo de ontem os dois holandeses reproduziram em poucos minutos a abertura e parte do meio-jogo da partida Van Wely - Radjabov, Olimpíada Leipzig 2008. Na posição do diagrama 1 Stellwagen acabou de jogar a novidade 24...Dg3-f3!?, no ano passado Radiabov jogou 24...h6-h5 e perdeu (partida a ver em http://www.chessgames.com/perl/chessgame?gid=1519975 ); 25. Cxd6 - Bf6; 26. c5? e logo um erro decisivo! Van Wely viu a "ameaça forte" 27. Db3+, mas 26.De1 era obrigatório -

26...Cd5!! (diagrama 2), ameaça ...Dc3 mate, não há escolha; 27. exd5 - e4! ameaça outra vez ...Dc3 mate; em desespero Fritz sugere aqui "28. Cxe4! (-7.00)" ou "28. Bb2 (-7.50)"!; 28. Re1 -


O momento supremo (diagrama 3): Stellwagen jogou 28...Dg2 e ganhou o jogo vinte lances mais tarde, mas imortal era: 28...Bc3+!; 29. Bd2 - Dg3! (ameaça ...Dg1+ e mate); 30. Bxc3 - e3! (ameaça ...Dg1+ e mate); 31. Dd3 - Tf1+!; 32. Rxf1 - Df2 mate!

A posição final merece um diagrama 4!




3 comentários:

Reinato disse...

Sem dúvida uma continuação muito bonita, os computadores aqui não falham.

Rini Luyks disse...

Também a jogada 25...Bf6! tem o seu mérito, por exemplo quando as brancas não comem o cavalo em d5: 27. Re1 - Txe2+!; 28. Dxe2 - Bh4+; 29. Rd2 - Bg5+; 30. Re1 - Dh1+; 31. Df1 - Bh4+; 32. Re2 - Cc3+ etc.
É verdade Renato, o computador "vê" isto tudo em fragmentos de um segundo, mas também é verdade que dois computadores nunca iam chegar a esta posição: não tem a ousadia de arriscar (e por consequência: cometer erros) e ainda bem!

Rini Luyks disse...

"e ainda bem"... queria dizer: ainda bem que os humanos têm essa ousadia.