sábado, 30 de outubro de 2010

Carlsen voltou a ganhar Pearl Spring


Magnus Carlsen voltou a ganhar, tal como no ano passado, o Pearl Spring Tournament em Nanjing, voltou também ao primeiro lugar do ranking da FIDE, recuperando a metade dos pontos perdidos no último mês em Khanty-Mansiysk e Bilbao.
O francês Bacrot não conseguiu repetir a boa performance da primeira volta. Na 6ª ronda ele ainda empatou com Carlsen, mas a seguir uma derrota infeliz contra Topalov afectou bastante o seu estado de espirito e ele terminou o torneio com 50% dos pontos no terceiro lugar.
Anand fez a melhor segunda volta e ficou em segundo.
Topalov teve um torneio horrível e podia ter acabado no último lugar: hoje o chinês Wang Yue não deve ter percebido como é que lhe escapou a vitória depois de uma abertura desastrosa de Topalov.
A classificação final:

Carlsen segurou a vitória no torneio já na penúltima ronda com a generosa colaboração de Topalov (diagrama):
Aqui Topalov jogou: 32: Tc3?? (melhor 32. Tc4 - e5; 33. e4 - g4; 34. hxg4 - Cxg4; 35. Txa4 - Cgxf2) e abandonou após 32... Cxf2; 33. Tc7 - C2e4 (0-1).

Гроссмейстер - (O Grande Mestre) 1972

Mais um filme da calma era soivética. O argumento é simples e complexo como a própria Vida:

Direcção: Serguei Mikaelian
Câmaras: Leonid Zorin
Banda sonora: Veniamin Basner

Actores: Andrey Miagkov, Larisa Malevannaya, Emmanuil Vitorgan, Ludmila Kastakina, Mikhail Kozakov, Efim Kopelyan, Nikolay Volkov (pai), Tamara Sovchi, Anatoli Solonitsyn, Vladimir Tatosov, Anna Tveleneva, Roman Filiippov, Peter Shelokhonov, Viktor Korchnoi, Mikhail Tal, Mark Taimanov, Juri Averbach, Aleksandr Kotov 

Para o xadrezista Serguey Khlébnikov, a finalidade do jogo nunca foi a vitoria em si. Emocioanl e alheio ao practicismo, ele ganhava poucos torneios, mas finalmente chega também a sua hora. Ele se converte em vencedor dum Interzonal para o Campeonato Mundial...

Após o exílio de Vitktor Korchnoi, o filme foi proibido e retirado da circulação.



A componente política, embora muito ténue pode-se resumir num dos diálogos do filme entre o actor do papel principal e o "episódico" Viktor Kortchnoi antes do jogo final -

Korchnoi: É mesmo estúpido.. que tudo dependa dum único jogo
Khlébnikov: Tudo depende duma única movida. Tudo. A vitoria, o meu destino, o prestigio de um país...







domingo, 24 de outubro de 2010

Carlsen e Super-Bacrot lideram em Nanjing

Após a primeira metade do Nanjing Pearl Spring Chess Tournament (desta vez, efeitos da crise, sem a presença do vosso repórter "on the spot", ver http://ogatodoalekhine.blogspot.com/2009/09/magnifico.html ) a prova é liderada por Magnus Carlsen (4 em 5), voltando ao seu nível após duas performances menos conseguidas em Khanty-Mansiysk e Bilbao, e o surpreendente Étienne Bacrot (3,5 em 5) que ganhou as suas últimas três partidas, entre as quais um final interessante contra o campeão mundial Vishy Anand.

Na posição do diagrama Anand jogou 42...g5? e perdeu após: 43. Ba6 - g4; 44. Bb7 - e5+; 45. Rd5 - f4; 46. Re4 (1-0)
Segundo os peritos ele podia ter empatado com 42...e5+!, deixando a casa g5 livre para uma eventual entrada do seu rei. A principal preocupação das brancas aqui deve ser evitar um final com apenas peão (peões) h por causa do bispo da cor errada, como aconteceu por exemplo numa partida Euwe-Kupper, mencionada no boletim da ronda no site Chessvibes (partida em
http://www.newinchess.com/_1954___Euwe__Machgielis_M____Kupper__Josef____frac12___frac12__-ig-625852.html )

Uma análise mais profunda deste final Bacrot-Anand em http://www.chessbase.com/news/2010/misc/games/mueller01.htm.
Reportagens com vídeos em http://www.chessvibes.com/

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

A neve branca da Rússia (1980) (Filme sobre o Alekhine - em russo)

Encontrei há pouo este filme feito ainda nos tempos da União Soviética (1980) que tenta, à maneira muito acorde àquele período político russo (politicamente correcta) contar sobre a parte mais trágica da vida do exilado campeão mundial Alexandr Alekhine

Filme inteiro http://io.ua/v85ff9c92b1a1db6944e0d74d586cce22

Quem quiser ver o filme com subtítulos, não me importava de o traduzir, é só questão de me facilitarem a parte técnica.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Natalija Pogonina: Chess Kamasutra!


Caro colegas xadrezistas, preparem-se!
Vem aí o livro que vai virar as nossas vidas de pernas para o ar (no sentido figurado e, dependente da condição física de cada um(a), se calhar também no sentido literal!).
- Sexchess: o Kamasutra aplicado às posições mais interessantes das aberturas e do meio-jogo do xadrez!
- Os nossos gurus: a bela GMF Natalija Pogonina (foto), 25 anos, Elo FIDE 2491, primeiro tabuleiro da equipa Rússia-2 na Olimpíada e Peter Zhdanov, 24 anos, marido e manager dela, apresentado como "Candidate Master" (mas o seu Elo actual é apenas 2010, corroborando a minha tese na Revista Portuguesa de Xadrez nº 3, pág. 3: somos todos Candidate Masters!).
Aliás, esta diferença de quase 500 pontos Elo a favor da senhora não deixara muitas dúvidas sobre a questão de quem manda no "sexchess" do casal...

A seguir um fragmento duma entrevista e uns links na Chessbase:

"Could you please tell our readers about your new project "Chess Kamasutra", a very unique subject for a chess book?"
WGM Natalia Pogonina:
"Both chess and Kamasutra originate from India.
In “Chess Kamasutra” I and my co-author Peter Zhdanov will show that it is possible to apply sex principles to chess, and vice versa. We will be reviewing the most interesting openings and middlegame positions and relating them to positions from Kamasutra; surprise our readers by introducing the “love theory” which is extremely effective for developing your chess skills and becoming happy in personal life; share unique trainings in “sexchess”, approbated by ourselves.
Chess Kamasutra is going to be a very entertaining and useful book covering many interesting subjects – we aren’t revealing most of the secrets yet, but one day you’ll be able to see it for yourself."

http://www.chessbase.com/newsdetail.asp?newsid=5501 http://www.chessbase.com/newsdetail.asp?newsid=5523
http://www.chessbase.com/newsdetail.asp?newsid=6730
P.S. Mais uma vez muita emoção para um Dirty Old Man (ver http://ogatodoalekhine.blogspot.com/2010_03_01_archive.html, post 16 de Março, "She says: "Hey babe, take a walk on the wild side..."

domingo, 10 de outubro de 2010

Sandrine Bonnaire


Como anunciado mais um post sobre Sandrine Bonnaire (pode parecer uma "overdose", mas ao fã tudo deve ser perdoado).
Ontem o filme "Joueuse" foi exibido no Cinema São Jorge, na presença da realizadora Caroline Bottaro e da actriz principal.
Aqui mais dois fragmentos, tirados do site: http://castelmoissac-echecs.fr/spip.php?article254#forum266 .



"La dame est la pièce la plus puissante!" ("A dama é a peça mais poderosa!")




Hoje assisti no bar do hotel Sofitel à apresentação dum livro autobiográfico sobre Sandrine, publicado recentemente...



...com sessão de autógrafos...



Não comprei o livro de Sandrine, mas apresentei para autografar o livro que utilizei nas minhas aulas de xadrez para os reclusos na Penitenciária de Lisboa (entre 1999 e 2002), com o argumento: o jogo de xadrez tem um papel de libertação tanto no filme "Joueuse" (onde uma simples mulher-a-dias encontra a auto-estima graças ao xadrez) como na prisão, onde o jogo proporciona uma "libertação temporária" aos reclusos...


...e a Sandrine concordou (clicar para ampliar)


A seguir vi hoje à noite o impressionante documentário (premiado no Festival de Cannes 2007): "Elle s'appelle Sabine", com Sandrine Bonnaire no papel de realizadora.
Sabine é o nome duma irmã autista de Sandrine. O documentário é uma fortíssima mensagem política contra a ocultação da problemática do autismo.
No vídeo vimos Sabine a tocar duas vezes o "Ave Maria" de Bach/Gounod: primeiro após uma estadia forçada de cinco(!) anos num hospital psiquiátrico (por falta de acompanhamento específico para pessoas autistas) e depois anos antes, ainda em casa.
Segue-se o testemunho de Sandrine.
Uma grande mulher.

sábado, 9 de outubro de 2010

Galegos e xadrezistas


Num dos primeiros posts no seu excelente blogue "Tempo Contado" o escritor José Rentes de Carvalho cita uma afirmação curiosa sobre o povo vizinho dos Galegos:
"São enigmáticos e têm por vezes um comportamento bizarro. Cruza a gente com um galego numa escada e nunca se sabe se ele está a subir ou se vai descer." (http://tempocontado.blogspot.com/2007_01_01_archive.html ).

Ver também http://elhalconnegro.blogspot.es/i2009-8/ , fonte da imagem aqui acima, gentilmente roubada (clicar em Archivo - Agosto 2009).

Na afirmação citada podiamos na minha opinião muito bem substituir a palavra "galego" por "xadrezista", pois ela aplica-se na perfeição aos praticantes da nossa nobre modalidade em geral, começando pelo actual nº 1 português ;)!

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Livro sobre jovem Kasparov é e-book gratuito


Num dos meus primeiros torneios em Portugal, no Verão de 1987 em Loures, terminei junto com o jovem talento Pedro Durão no primeiro lugar (mas ele venceu-me no desempate por blitz).
Ambos recebemos do organizador Luís Santos como prémio o seu recente livro sobre o ainda jovem Kasparov.
Ainda considero-o um dos melhores livros sobre xadrez em português e descobri (só?) agora que está disponível para download como e-book em vários sites, por exemplo em http://ebooksgratis.com.br/livros-ebooks-gratis/esportes/xadrez-luis-santos-kasparov-percurso-do-jovem-campeao/

Impensável...


(Ver texto + comentários do post anterior).
Incentivo para os dois alekhinistas que vão participar no perigoso torneio de Estarreja: nada é impossível!
Final da partida Luyks - Strikovic, Odivelas 2001.
Particularidade: neste torneio só havia dois prémios, 1º 1000 euros (200 contos), 2º 500 euros (100 contos) e três candidatos a estes prémios: GMI Aleksa Strikovic, MI Matias Roeder e MI Eugeni Janev, com os jovens Paulo Dias e Diogo Fernando no papel de "outsiders".
O resultado da minha partida contra Strikovic decidiu a classificação do torneio: 1º/2º Janev e Roeder 9 em 11, 3º Strikovic 8 em 11...
Chegar à posição do diagrama contra um GMI já foi um milagre para mim, mas a seguir aconteceu o impensável: 41. Td3+ - Rc6; 42. e4!? why not? nada a perder... - fxe4; 43. Th3 - Th8; 44. Re3 - Rd5; 45. g6 - h5; 46. Tg3 - Td8 após longa reflexão: 47. Tg5+ - Re6; 48. Txh5 - Td3+; 49. Rxe4 - Rxb3?? 49...Td4+ com igualdade, diz o computador; 50. f5+! - Rf6; 51. Th8 - Tb1 what else? 51...Txa3 também perde; 52. Tf8+ - Rg5; 53. h4+! - Rh5; 54. Th8+ - Rg4; 55. f6 1-0

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Torneio Xadrez do Centenário Centro Recreativo de Estarreja (Fundado a 10 de Julho de 1910)

A falta de escassos dois dias, no Centro Recreativo de Estarreja vai se celebrar mais um, dos também escassos em Portugal torneios de xadrez, e ainda por cima com prémios em efectivo (para dar-lhes algo de ar aos profissionais e aos que simplesmente se motivam mais, se há algum prize money). Para não falar em vão, vejam a lista de jogadores  que já confirmaram a sua participação (é dizer, espera-se uma afluência bem mais numerosa).
No que respeita a quem isto escreve, só aspiro a que seja uma grande Festa do Xadrez, e já vou asseverar um prognóstico:

Neste torneio vai sair vencedor... quem faça menos erros crassos, daqueles que nos façam sentir uns burros (com perdão dos nobres Animais).

A seguir o Regulamento da prova

Quem não conhece nada sobre Estarreja, pode dar uma olhadinha AQUI
e também aqui:

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Cerimónia de encerramento da Olimpíada 2010




( Vídeo em ecrã inteiro + resultados finais da Olimpíada em http://ugra-chess.com/) .

P.S. O caro leitor deve ter reparado que neste blogue as reportagens sobre a participação de Portugal na Olimpíada se têm limitado a umas "palhaçadas" no tabuleiro.
Infelizmente não houve muito de positivo a relatar (na minha opinião).

A equipa masculina esteve desastrosa na primeira metade da prova (duas derrotas de 0-4 contra Noruega e Bielorússia e empates embaraçosos contra as fracas equipas de África do Sul e Albânia), na segunda metade houve alguns resultados meritórios (vitória por 3-1 contra a Bélgica e um bom empate contra a Bósnia-Herzegovina), mas o 75º lugar na classificação final foi medíocre.
Individualmente salvaram-se Luís Galego e Rúben Pereira com performances ao seu nível.

A equipa feminina esteve num nível médio durante grande parte do torneio, consequência do "efeito ioiò" (um fenómeno que eu próprio vivi intensamente num torneio no ano 2000, ver http://gxalekhine.blogspot.com/2005_06_01_archive.html ), derrotas contra equipas mais fortes alternadas com vitórias contra equipas mais fracas, mas no fim baqueou: derrotas contra a Moldávia e (sobretudo) na última ronda contra o Bangladesh. No último confronto várias posições "extremamente favoráveis" não foram concretizadas e uma última "palhaçada" aconteceu na partida Leite-Shamima.


Posição após 76. Rh1: empate???

Apuros de tempo sem dúvida, mas com um incremento de 30 segundos por lance não pode ser difícil encontrar a marcha do rei 76...Re3; 77. Cc1 - Re4; 78. Cb3 - Rd3; 79. Cc1+ - Rc4; 80. Ce2 - Be3! com vitória fácil.

sábado, 2 de outubro de 2010

Filme "Joueuse" no Cinema São Jorge

Na próxima semana começa a 11º Festa do Cinema Francês e logo no início (sexta-feira dia 8, 19h30 no Cinema São Jorge) um filme com o jogo de xadrez num papel importante!

"Joueuse" (2009) é a primeira longa-metragem da realizadora Caroline Bottaro, com Sandrine Bonnaire e Kevin Kline nos papéis principais. Os críticos foram divididos sobre a qualidade da obra, mas enalteceram as interpretações dos dois protagonistas. Para mim o local das filmagens também conta: a ilha de Córsega.

Sandrine Bonnaire e a realizadora vão estar presentes na sessão.

Salvação in extremis

Na 6ª ronda da Olimpíada (que termina amanhã) Portugal venceu a Bélgica (3-1) que antes tinha causado uma mini-sensação ao perder apenas pela diferença mínima contra a Cuba, apesar de haver (os quatro tabuleiros somados) uma diferença de mais de 1000 pontos de Elo entre as duas equipas!
No 1º tabuleiro a estrelinha esteve do lado de Portugal na partida Bart Michiels - Luís Galego:

39. Tg3 - Tf4; 40. Rg2 - Re7; 41. Rh3 - Rf6; 42. Rh4 - Tf1; 43. Te3?! cortar o rei das pretas não é a melhor opção aqui... - Th1+;


44. Rg3?? as brancas tinham de reconsiderar, 44. Th3 - Tf1; 45. Td3! deve ganhar: 45...Th1+; 46. Rg3 - Rg5; 47. Td4 ou 46...Tg1+; 47. Rf4 ou 46...Tf1; 47. Td7 etc. - Tg1+, 45. Rf3 - Txg4! ai que dói!; 46. Te8 pois 46. Rxg4 afogado! ou 46. Te4 - Tg5 (ou ...Tg1) = - Rxf5; 47. Tf8+ - Rg5; 48. Tf7 - Th4; 49. Txg7 - Th3+; 50. Re4 - Txb3; 51. Rd4 - Tg3 empate!