quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Impensável...


(Ver texto + comentários do post anterior).
Incentivo para os dois alekhinistas que vão participar no perigoso torneio de Estarreja: nada é impossível!
Final da partida Luyks - Strikovic, Odivelas 2001.
Particularidade: neste torneio só havia dois prémios, 1º 1000 euros (200 contos), 2º 500 euros (100 contos) e três candidatos a estes prémios: GMI Aleksa Strikovic, MI Matias Roeder e MI Eugeni Janev, com os jovens Paulo Dias e Diogo Fernando no papel de "outsiders".
O resultado da minha partida contra Strikovic decidiu a classificação do torneio: 1º/2º Janev e Roeder 9 em 11, 3º Strikovic 8 em 11...
Chegar à posição do diagrama contra um GMI já foi um milagre para mim, mas a seguir aconteceu o impensável: 41. Td3+ - Rc6; 42. e4!? why not? nada a perder... - fxe4; 43. Th3 - Th8; 44. Re3 - Rd5; 45. g6 - h5; 46. Tg3 - Td8 após longa reflexão: 47. Tg5+ - Re6; 48. Txh5 - Td3+; 49. Rxe4 - Rxb3?? 49...Td4+ com igualdade, diz o computador; 50. f5+! - Rf6; 51. Th8 - Tb1 what else? 51...Txa3 também perde; 52. Tf8+ - Rg5; 53. h4+! - Rh5; 54. Th8+ - Rg4; 55. f6 1-0

1 comentário:

Albertus disse...

Finais de Torres têm estas coisas de imprevisibilidade!
Logo, trema todo GM... BMW, etc..:)