quinta-feira, 18 de março de 2010

Nepomniachtchi e Cramling campeões europeus



O jovem GMI russo Ian Nepomniachtchti ("Nepom") é o novo campeão europeu. No torneio em Rijeka ele ficou com 9/11 meio ponto à frente do arménio Jobava e do russo Timofeev.
No campeonato feminino ganhou a veterana sueca Pia Cramling (9/11) com mais meio ponto do que a lituana Viktorija Cmilyte.
"Nepom" já ganhou vários títulos europeus e mundiais nos escalões jovens, mas este é sem dúvida o seu melhor resultado até agora, depois ele já ter ganho o Torneio Aeroflot 2008 em Moscovo.
Baadur Jobava liderou durante grande parte do torneio, mas decisivo foi o combate Nepomniachtchi-Jobava na 9ª ronda:
1. e4 - c6; 2. d4 - d5; 3. f3 - Db6; 4. a4 - e5 (diagrama);
Uma abertura Caro-Kann original; após 5. dxe5 Fritz sugere 5...Bc5; 6. a5 - Bf2+; 7. Re2 - Dd4 ou 7...Dc5, mas o jogo continuou 5...dxe4; 6. a5 - Dc7; 7. f4 - Ch6: 8. Cc3 - Bb4; 9. Bd2, partida em http://www.chessbase.com/news/2010/events/games/eicc04.htm.
Na ronda final os três primeiros Nepomniachtchi, Jobava e Timofeev, todos de brancas, ganharam as suas partidas, a ver em http://www.chessbase.com/news/2010/events/games/eicc06.htm . Atenção à partida de Timofeev, outra vez uma Siciliana - sistema Maróczy com um "cilindro a vapor": sacrifício de cavalo e avanço imparável de três peões na ala de dama ("outra vez", pois lembramo-nos da sua partida imortal no Superfinal russo em Dezembro: http://ogatodoalekhine.blogspot.com/2009/12/ideia-brilhante-de-artyom-timofeev.html).
No torneio feminino Cramling bateu na última ronda Cmilyte, ultrapassando a lituana na classificação final.
Neste torneio a única portuguesa Margarida Coimbra começou bem (2 em 4 contra jogadores com Elo médio de 2275, performance +150), mas a seguir sofreu quatro derrotas consecutivas.
Ela acabou o torneio com três empates contra adversárias fracas, uma performance final de -100 e perda de 21 pontos de Elo.
A vida é dura, às vezes...

2 comentários:

Albertus disse...

Há algumas variantes na Francesa com esta ideia de deixar o Bispo preto entrar por f2, em troca de maior desenvolvimento e uma eventual captura do mesmo...

Rini Luyks disse...

É verdade, Albertus, provavelmente Jobava fez bem não entrar nisso, pois o final também não parece nada mal para as brancas.