terça-feira, 15 de setembro de 2009

Escândalo no Campeonato Nacional da... Holanda!


No passado fim-de-semana terminou na Amadora o Campeonato Nacional Individual de Portugal e começou em Haaksbergen o torneio pelo título de Campeão da Holanda.
Os dois torneios têm uma curiosidade menos feliz em comum: sete jogadores dos top-10 do ranking nacional não participa(ra)m!
As razões devem ser as mesmas: falta de condições.
Neste ano o principal patrocinador do Campeonato da Holanda desligou-se do evento, consequência: um primeiro prémio de "apenas" 6000 euros (era 10.000 euros no ano passado).
"Não, obrigado", disseram Van Wely e Timman (múltiplos ex-campeões), Smeets (campeão em 2008), l'Ami (campeão Open da Holanda 2009), Stellwagen ("Rising Star", post 31 de Agosto) e mais alguns GMIs 2500+.
Mas aleluia!, pelo menos a organização conseguiu assegurar a participação do jogador com passaporte holandês com melhor Elo-FIDE: Sergey Tiviakov (2670).
Assim parecia...até hoje.
Tiviakov já tinha um torneio combinado na Croácia, a começar no dia a seguir à última ronda do campeonato holandês e, para conseguir fazer a viagem, "pré-arranjou" um empate para essa jornada do próximo domingo contra GMI Ernst. Só que Sergey interpretou mal o contrato (e sobretudo a atitude inflexível da organização em relação a esse contrato) que diz que "todos os jogadores têm que estar presentes nas ceremónias de abertura e encerramento e durante todas as rondas do torneio".
Ou seja: o empate pré-arranjado tinha que ser jogado mesmo no dia da última ronda. Não aparecendo na sala de jogo Tiviakov ia apanhar uma derrota por falta de comparência.
Ao receber esta comunicação dos arbitros o jogador imediatamente retirou-se da prova (hoje, antes do início da quarta ronda), arruinando por completo o torneio, claro.
Toda esta "novela" (fenómeno raro na Holanda, de facto) e as suas consequências em http://www.chessvibes.com/reports/tiviakov-withdraws-from-dutch-championship/#more-16206

3 comentários:

aleg disse...

É a crise, rapazes, a crise...

Rini Luyks disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rini Luyks disse...

Entretanto hoje na última ronda, o jovem imigrante Anish Giri pode tornar-se um mediático campeão da Holanda.
O caso "Tivigate" felizmente desapareceu rapidamente das primeiras páginas dos sites e blogues, mas ficou mais do que claro que Tiviakov não tinha a razão do seu lado quando assumiu o papel de "vermoorde onschuld" (expressão holandesa: "inocência assassinada").
Ele só protestou depois de assinar o contrato e o GMI Hans Ree até investigou que ele podia perfeitamente ter jogado hoje (até os "tie-breaks" se fosse necessário), apanhando depois um comboio até Düsseldorf e lá um avião para Croácia, chegando amanhã de manhã em Split bem antes do início do seu torneio (Chessvibes).
Mau mau...