domingo, 25 de abril de 2010

Fallen Art

3 comentários:

Anónimo disse...

Arte da Guerra II

Grande metáfora para a guerra, amigo Alberto! A coreografia da morte, para criar uma obra de prazer de autor.

Igual ao Xadrez, mas sem os sacrifícios humanos... Quem pensa no peão que perdeu, na partida que ganhou?

Será que no dia que os humanos suprimirem a guerra da História, perderão o interesse pelo Xadrez??

Para já, o match Anand-Topalov está pleno de agressividade. Portugal está sob ataque dos especuladores internacionais (guerra económica), e caminha alegramente para a banca routa.

Platão continua com razão: só os mortos viram o fim da guerra.

Rato do Gato do Alekhine

P.S.(1): Depois de meses longe do tabuleiro, tenho de seguir este match em Sofia. O Anand revelou grande força com vitória a seguir a derrota.

P.S.(2): Este blog está cada vez melhor, e devia usar fato branco...

Rini Luyks disse...

O "Asphalt Tango" dos amigos da Fanfare Ciocarlia também está bem escolhido.

Albertus disse...

Caro Hugo,
apesar de estares afastado dos tabuleiros, não tenho dúvidas de que continuas a praticar o saudável oficio das artes marciais, lunares, solares e, porquê não, até as estelares também:)

Master Rini,
o fato branco nunca deixa de servir -
" Os manuscritos não ardem!"