domingo, 13 de março de 2011

GX Alekhine vice-campeão distrital semi-rápidas

Ontem o GX Alekhine defendeu no Ateneu Comercial de Lisboa o seu título de campeão distrital semi-rápidas 2010.
Após três rondas mais acessíveis (duas "fratricidas": 3,5-0,5 contra GXA II e 4-0 contra GXA III, mais um 4-0 contra os anfitriões Ateneu CL) começaram os duelos contra os concurrentes.
Na quarta ronda conseguimos uma boa vitória de 3-1 contra os velhos rivais da EDP, mas na ronda seguinte perdemos contra Mata de Benfica pela mesma margem o que significava também praticamente o adeus ao título.
Na última ronda contra AC Luís de Camões parecia que íamos acabar o torneio no meio da tabela: com a equipa a perder por 2-1, Alberto Eggert encontrou-se num final de torres inferior com poucos segundos no relógio. No entanto, o milagre aconteceu: o "camarada lutou, lutou" (como ouvimos cantar na manif lá mesmo ao lado na Avenida) e deu mate com exactamente 1 segundo no relógio!
Assim ainda ficámos em 2º lugar, batendo no desempate EDP e AC Luís de Camões.
Individualmente Fernando Silva (1º tab.) e Rui Marques (4º tab.) fizeram quase o pleno com 4,5 em 5, Renato Vasconcellos e Alberto Eggert cumpriram com resultados na casa dos 60%, numa constituição táctica da equipa, onde eu (fisicamente inferiorizado com problemas de garganta) fui "queimando" o 2º tabuleiro (50%).
Nestas circunstâncias um resultado aceitável, como foi também o 6º lugar do GXA II.

3 comentários:

Albertus disse...

Isto já tornou-se hábito: "A um segundo de tudo..."
Estou contente por termos safado duma queda maior, mas algo triste por não podermos "acompanhar" ao Fernando quanto à regularidade nos resultados, desportivamente, para o Mestre deve ser bastante desmotivante isso...
Ó Rini, somos os dois forasteiros da equipa que ultimamente andamos a descuidar a baliza, pá...

Rini Luyks disse...

Partilho o desgosto, Alberto, mas da minha parte (afastado que ando do jogo prático) não há muito mais a esperar. No actual quadro de forças o meu lugar natural é num tabuleiro mais baixo, como por exemplo na Marinha Grande...onde não joguei tão mal, mas a equipa ficou numa classificação "imprópria"!
Então prefiro o papel de "lenha" (como ontem) numa equipa que chega ao topo! ;)

Anónimo disse...

Prestações muito respeitáveis e o honrável lugar de vice-campeões é meritório.

O espírito Alekhinista está sempre presente nas formas mais insondáveis:

O Ateneu foi o meu primeiro clube e, no preciso lugar onde está o Alberto na foto, foi o local onde ali fiz o meu primeiro jogo informal, numa qualquer tarde de Outubro de 1986...

A boa onda do Alberto não era pois de espantar, dado tratar-se portanto de um local que já tinha testemunhado o início de uma fantástica carreira, mais desastrosa que brilhante...
ok, esta última parte estraga o misticismo da coisa mas vocês não podem querer tudo, certo?

Por falar em carreira, tenho de ir pagar as quotas em atraso!...

Dervich